terça-feira, 5 de maio de 2015

Saldo de Nascimentos e Óbitos – Caso de Pardilhó

Na última edição deste jornal, apresentei os números da religião na nossa Freguesia. Agora, vou-me centrar nos nascimentos e óbitos que ocorrem no período compreendido entre 2003 e 2013, segundos dados disponíveis no INE – Instituto Nacional de Estatística.

Vamos então iniciar a análise pelos nascimentos. Entre 2003 e 2013, encontravam-se registados na nossa freguesia 474 recém-nascidos. O ano de 2009 foi aquele em que se registaram menos nascimento (30) e 2003 e 2004, aqueles em que tivemos o maior número (52 em ambos os anos). Relativamente aos sexos, os números são extremamente próximos. Neste período, nasceram 240 bebés do sexo masculino, e 234 do sexo feminino. Em 2004, temos um ano em que nasceram mais homens (30), e 2009 em que nasceram menos (14). Já no sexo feminino, 2003 e 2013 são os anos em que nasceram mais pessoas (27 em ambos), e 2005 em que nasceram em menor número (12).

Relativamente aos óbitos, no mesmo período em análise (2003 a 2013), registaram-se 525 falecimentos, dos quais 268 eram homens e 257 mulheres. Em 2010, tivemos o ano em que faleceram mais homens (35) e em 2003 e 2006, em que faleceram menos (16 em ambos). No caso das mulheres, em 2008 faleceu o maior número (31) e em 2004 em que faleceram menos (16).


Tendo por base os dados em questão, com 474 nascimentos contra 525 óbitos, facilmente percepcionamos que temos um défice na nossa balança, uma vez que no período compreendido entre 2003 e 2013, registamos um défice de 51 pessoas, pois o número de óbitos foi superior aos nascimentos.

Sem comentários:

Publicar um comentário