sexta-feira, 24 de janeiro de 2014

Projecto CicloRIA em Estarreja – uma Teoria sem Prática



O projecto CicloRIA não tem qualquer impacto em Estarreja. O Site na internet do CicloRIA refere em 2009 que “o projecto CicloRIA foi criado com o objectivo de promover uma rede (material e imaterial) de promoção e desenvolvimento da mobilidade ciclável com a motivação de lazer e turismo na Ria de Aveiro”. Vai ainda mais longe e refere que o projecto “contempla um sistema de vias cicláveis de carácter urbano e ribeirinho, a oferta de um sistema de bicicletas de utilização colectiva e a organização de circuitos temáticos cicláveis, baseados no desenvolvimento de estudos de identificação dos elementos marcantes do património natural, cultural e científico”. E eu pergunto: - onde estão as bicicletas, os circuitos temáticos e os estudos do património estarrejense?

O Site refere ainda que a candidatura ao projecto tem um valor global de investimento de 1.022.000,00 € e que a comparticipação de Estarreja é de 304.600,00 €. Aborda a suposta existência de um Centro de Acolhimento e Informação para a mobilidade ciclável na Ribeira da Aldeia em Pardilhó, uma ciclovia de 8 km, bicicletas em sistema rent-a-bike e estacionamento. Passados 5 anos deste anúncio, nada à vista.


Tudo isto foi referido no ano de 2009, e em 2014 nada disto passou do papel para o terreno. Não há qualquer tipo de promoção à CicloRIA em Estarreja, ao contrário dos nossos vizinhos da Murtosa, que se intitula e bem, como a “Terra das Bicicletas” e onde a sua Câmara Municipal tem feito um trabalho notável na dinamização e desenvolvimento da bicicleta como meio de transporte sustentável, criando com isso uma enorme promoção turística para o seu Concelho. Sem dúvida alguma, um caso de sucesso com quem temos muito a aprender.

Sem comentários:

Publicar um comentário