quinta-feira, 25 de outubro de 2012

Vende-se Casa



Num curto passeio a pé por Pardilhó, salta-nos à vista uma quantidade significativa de imóveis com a placa “vende-se”. A crise mundial em que nos encontramos, levou a que muitas famílias optassem por colocar à venda ou arrendar as suas habitações.
Na verdade, nota-se um forte crescimento dos imóveis colocados em leilão pelas instituições bancárias, devido à falta de pagamento dos empréstimos pelos particulares. De facto, com a Segurança Social a caminhar para a sua insustentabilidade, as famílias não tem outra solução senão vender o seu património, como forma a terem dinheiro suficiente para viver o dia-a-dia.
Por outro lado, vivemos perante uma enorme especulação imobiliária, com os particulares a pedirem enormes quantias monetária pelos seus imóveis. Nos dados disponíveis nas imobiliárias nos seus sites na internet, deparamo-nos com valores excessivamente elevados, tendo em conta a localização em que nos encontramos. Facilmente encontramos nestes sites, moradias ou apartamentos na Torreira ou Furadouro, e mesmo em cidades com maior poder de compra (caso de São João da Madeira ou Santa Maria da Feira), bastante mais baratas que no Concelho de Estarreja.
Mesmo assim, podemos ver que os imóveis que se encontram à venda em Pardilhó e no Concelho de Estarreja, continuam durante anos, com a placa “vende-se”. Enquanto os particulares não optarem por descer muito significativamente o valor pedido pelos imóveis, terão muita dificuldade em vender.
Em Abril de 2011, apresentei no Conselho Municipal da Juventude de Estarreja (e também na Assembleia de Freguesia de Pardilhó), que decorreu no edifício da Câmara Municipal, a proposta de criar um documento que pudesse estar disponível na página oficial da Câmara Municipal de Estarreja e da Junta de Freguesia de Pardilhó, onde qualquer particular, pudesse colocar os dados do seu imóvel para venda ou arrendamento (fotografias, tipologia, preço, contactos, etc), sem ser necessário o intermédio de uma imobiliária. Até hoje, nunca obtive resposta ou comentário a esta minha proposta. Penso que seria uma forma de ajudar quem quer comprar e/ou vender/arrendar casa. Fica novamente a sugestão.

Sem comentários:

Publicar um comentário