quarta-feira, 26 de abril de 2017

Avaliação mandato autárquico 2013/2017

Ao longo de quatro anos, intervim na Assembleia Municipal, Comunicação Social Local e Redes Sociais, com alertas e soluções para aquilo que sentia serem as prioridades para a minha Freguesia (Pardilhó) e Concelho (Estarreja). Nestes anos, foi na sua maioria críticas e inimizades aquilo que recebi em troca da defesa da minha terra. No entanto, saio com o sentimento de dever cumprido, sem nunca ter procurado nada em troca na política e sem nunca ter criticado alguém.

Para memória futura ou para relembrar os mais esquecidos, deixo abaixo uma lista daquilo que defendi publicamente, tendo na sua maioria sido ignorado e/ou criticado:

- Dar vida à Biblioteca de Pardilhó com palestras e exposições;
- Abrigos para as paragens de autocarro em Pardilhó;
- Boletim Informativo à população em Pardilhó;
- Alerta para corte na Iluminação Pública noturna em várias ruas da Pardihó;
- Contentores do lixo sempre cheios e necessidade de aumentar o nº de dias de recolha;
- Denunciei na comunicação social local e regional, apresentei queixa nas Estradas de Portugal, na Junta de Freguesia de Pardilhó e Câmara Municipal de Estarreja sobre o estado do asfalto em que se encontrava em 2014 o Largo da Feliz e continuação pela Rua dos Moinhos do Carvalhal, problema que acabou por ser resolvido após os meus alertas e queixas;
- Propus a criação de um espaço de convívio, em Pardilhó, de acesso livre e gratuito onde jovens ou desempregados de qualquer idade pudessem ocupar o seu dia com acesso a jornais, livros, música ou internet seguindo o bom exemplo da Casa das Gerações na Murtosa;
- Propus um Parque de Manutenção física/desportiva e Promoção de Jogos Tradicionais;
- Abordei a necessidade de intervenção na EN 224-2, com alargamento da via e colocação de novo asfalto, entre a Rua Moinhos do Carvalhal e o Cabo da Carreira, em Pardilhó;
- Necessidade de obras no Mercado de Pardilhó;
- Criação da Página Facebook do Município de Estarreja (hoje com cerca de 9500 seguidores);
- Investimento na Ribeira da Aldeia, em Pardilhó, criando melhores condições para a Canoagem, Pescadores e espaço envolvente para turistas;
- Propus em dois anos seguidos, no Orçamento Participativo da Câmara Municipal de Estarreja, a construção de Sanitários Públicos no Centro da Freguesia de Pardilhó, sem nunca ter sido a ideia mais votada;
- Convidar todas as Associações e grupos locais, com ênfase na área recreativa e cultural, a dar um espectáculo no Cine-Teatro de Estarreja, em detrimento na aposta contínua em grupos de fora e extremamente fora do orçamento que aumentam o passivo deste espaço;
- Permitir, através de concurso, que qualquer cidadão tenha a oportunidade de actuar nos “cafés-concerto” do Cine-Teatro de Estarreja;
- Criação de Actividades Extra-Curriculares gratuitas ou com custos reduzidos, nas 5 freguesias do Concelho, e não apenas na Sede do mesmo;
- Aumentar o número bem como o valor monetário das bolsas do Ensino Superior aos jovens do Concelho.

Termino assim o meu mandato de consciência tranquila, no qual lutei contra constantes críticas, mas no final de tudo isto, não devo favores a ninguém, nunca pedi nada em meu favor e tudo aquilo que conquistei foi pelo meu esforço, trabalho, dedicação e empenho.




Sem comentários:

Publicar um comentário