sexta-feira, 25 de outubro de 2013

Estarreja em poupança energética



Para aqueles que saem diariamente de suas casas pela manhã bem cedo, já se deram conta que a sua freguesia está às escuras. Pois bem, por volta das 6h da manhã a iluminação pública já não se encontra ligada, quando ainda é bem escuro. Por sua vez, em muitas das ruas do Concelho de Estarreja, só por volta das 20h é que esta mesma iluminação é ligada, quando já é escuro há mais de uma hora.

Lembro-me perfeitamente de há relativamente poucos anos, a meio da manhã ainda víamos os postes com a iluminação ligada. Fomos de um extremo de desperdício, mas um extremo de poupança.

O senso-comum diz-nos que há tanto por onde cortar, e no fim de contas, corta-se no essencial, corta-se na segurança e bem-estar públicos. Como é possível, sair-se de casa, e não se ver um palmo à frente? Estão a colocar em perigo os munícipes, estão a criar condições para que cada vez mais acidentes sejam uma realidade. Valerá a pena cortar na segurança pública, a troco da poupança de uns euros? Quantos acidentes com consequências graves terão que acontecer para que a luz esteja ligada mais tempo?

Estamos a entrar em pleno Inverno, chove todos os dias. O piso molhado, aliado à falta de visibilidade, são factores que por si só, aumentam a probabilidade de acontecer o pior. Recordo-me de vários acidentes que têm acontecido na estrada da Gândara, que liga a zona industrial de Estarreja a Pardilhó, alguns mesmo fatais, que se deveram unicamente à falta de iluminação e consequente falta de visibilidade na faixa de rodagem.


Afinal, quem são os responsáveis pela nossa segurança? 

Sem comentários:

Publicar um comentário